FANDOM


Wikipedia Logo
Este jogo e suas DLCs não estão mais disponíveis para compra digital na Xbox LIVE Marketplace.
"In the midst of hardship, the citizens of Estovakia were convinced that the only way they could recover as a nation was to rely on a military government led by these "Generals". Before long, they went so far as to invade our nation, the Republic of Emmeria."
Melissa Herman[3] explicando a guerra.

Ace Combat 6: Fires of Liberation (Japonês: エースコンバット6 解放への戦火|Ēsu Konbatto Roku Kaihō e no Senka) é o nono título da série Ace Combat e o sexto a ser numerado. Foi lançado exclusivamente para o Xbox 360.

JogabilidadeEditar

Suporte AliadoEditar

Uma nova habilidade é o Suporte Aliado. Ao destruir inimigos e completar certas partes das missões, uma barra irá ser preenchida. Quando a barra é preenchida até um certo ponto, o jogador pode solicitar que aeronaves aliadas e forças terrestres ataquem um grande número de alvos, ou que eles deem cobertura para o jogador. Além disso, o jogador pode ordenar que seu ala (Shamrock) execute essas mesmas tarefas sozinho.

Sistema de Missão DinâmicaEditar

Esse é um novo sistema que permite que as batalhas de larga escala se alterem a medida em que você as joga. Várias missões possuem múltiplas 'operações' (no máximo seis) que precisam ser completadas. Essas operações ocorrem simultaneamente, e para completar a missão, uma certa quantidade de operações precisam ser completadas com sucesso. O jogador pode mudar a tela de radar para mostrar somente as tropas envolvidas em uma operação em particular. Ao completar operações a barra utilizada para chamar o suporte aliado é preenchida, que será executado pelas unidades enviadas pelos aliados que já completaram seus objetivos.

ESMEditar

ESM significa Electronic warfare Support Measures (Medidas de Apoio à Guerra Eletrônica). Algumas instalações, aviões, e navios dispõem de uma campo de ESM onde as forças aliadas que estiverem em seu alcance irão ter seu rastreamento de míssil e proteção melhorados. Campos de ESM também diminuem a precisão de mísseis inimigos. O ESM vem principalmente de radares, E-767 e navios de batalha. Ocasionalmente, ele vem do esquadrão Strigon e de grandes missões com objetivos como capturar fortalezas, destruir o Aigaion, abater o CFA-44 e destruir o Chandelier. Nos modos online também é possível usar o ESM em alguns estágios.

Assault RecordsEditar

Garuda Team Flyby

Artigo Principal: Lista de áses em Ace Combat 6

Os assault records (registros de assalto) estão de volta em Ace Combat 6. Você pode obter todos os registros dos aliados ao completar todas as operações com uma unidade específica. Por exemplo, para conseguir os registros do Batalhão de Tanque Quox, você precisa completar todas as operações que incluem o Quox. Para conseguir o registro de um inimigo em específico, basta abatê-lo. Alguns aviões nomeados (que tem como pilotos aqueles conhecidos como Áses) e todos os pilotos do esquadrão Strigon possuem registros de assalto.

F-16C Mirage 2000-5 Missile Fire

Cenário de uma batalha em Ace Combat 6

CutscenesEditar

As cutscenes do jogo são uma mistura de vídeos pre-renderizados e animações completas em tempo real. Percebe-se a falta de compressão de vídeo e sincronia labial em algumas cutscenes, como visto em Ace Combat 5.

MultijogadorEditar

Junto aos modos online, ícones e outros itens da Xbox Live Marketplace foram anunciados. Os modos são:

  • Team Battle (Batalha de Esquadrões)
  • Battle Royale (Todos contra todos)
  • Siege Battle (Atacar vs. Defender)
  • Co-Op Battle

Além de modos de jogo extras que estavam disponíveis na Xbox Live Marketplace: [[File:Gracemeria_Patrol.jpg|thumb|

  • Team Battle DLC 1 (Batalha de Esquadrões)
  • Battle Royale DLC 1 (Todos contra todos)
  • Siege Battle DLC 1 (Atacar vs. Defender)
  • CO-OP Battle DLC 1
  • CO-OP Battle DLC 2
  • Ace of Aces (uma série de missões ultra-difíceis)

ConquistasEditar

Artigo Principal: Lista de conquistas em Ace Combat 6

Existem 49 conquistas no jogo, sendo que 5 delas são secretas, acumulando um total de 1000 pontos da Xbox Live Gamerscore.

HistóriaEditar

EnredoEditar

Artigo Principal: List de missões em Ace Combat 6

Ace Combat 6 conta a história da Guerra Emmeria-Estovakia, que acontece entre 2015 e 2016, no continente de Anea. Existem três países em Anea: a República de Emmeria, a República Federal de Estovakia, e o Reino de Nordennavic (que se manteve neutro durante a guerra). O jogador pertence ao 28º Esquadrão de Caças Táticos da Força Aérea da República de Emmeria "Garuda" da 8ª Divisão Aérea. O callsign do jogador é "Talisman", e ele também é referido como Garuda One.

Quando o asteóride Ulysses 1994X04 caiu em 1999, ele causou um dano imenso em todo o continente, mas principalmente em Estovakia. Emmeria conseguiu se reerguer, mas Estovakia entrou em uma guerra civil e em declínio econômico. A guerra terminou quando um governo militar se estabeleceu em Estovakia, liderados pelos "Generais". Após o término da guerra, a federação foi restaurada e Estovakia voltou a ser uma nação pacífica. No dia 30 de agosto de 2015, os Generais decidiram invadir Emmeria. A capital de Emmeria, Gracemeria, foi atingida por um ataque surpresa. A batalha começa com dois F-4E Phantom II da Força Aérea de Estovakia voando sobre Gracemeria. Um deles dispara um míssil em direção a King's Bridge, um monumento nacional. Imediatamente após isso, B-52s da EAF começam a bombardear a cidade, escoltados por vários caças. Helicópteros também chegam ao local, dispersando tanques do Exército de Estovakia. Caças da REAF são dispersados para a Base da Força Aérea de Gracemeria. Navios da Marinha da República de Emmeria disparam SAMs em direção as aeronaves invasoras. A princípio, Emmeria não sabia quem estava os atacando. Eles logo descobriram que se tratava de Estovakia. AWACS Ghost Eye supervisiona a batalha aérea para Emmeria. Depois que Talisman decola, Ghost Eye percebe que ele não tem um ala. Ele encarrega Shamrock, que também estava sozinho, de ser o Garuda Two.

Mis 01 splash

King's Bridge após ser atingida por um míssil

A princípio, a batalha parecia estar indo bem para Emmeria. Depois de vários minutos de luta, todos os bombardeiros e helicópteros foram abatidos. No entanto, naquele momento, a Frota Aérea de Estovakia fez sua estreia para o mundo. Aparentando vir do além, um grande número de mísseis intercontinentais foram detonados em todo o céu. Muitos dos caças de Emmeria foram destruídos. Nesse momento, o esquadrão de caças de elite da EAF, o 9º Esquadrão Tático de Caças "esquadrão Strigon" participou da luta. Enquanto isso, o Comando de Defesa Aéreo de Emmeria ordenou que todos os pilotos de Emmeria evacuassem para a cidade e desistissem de Gracemeria. A princípio, os pilotos hesitaram, mas Ghost Eye conseguiu convencê-los a evacuar.

Após a capital ter sido capturada pelas forças de Estovakia, o esquadrão Garuda se encontrou com outros membros do esquadrão da Força Aérea da República de Emmeria em Vitoze, uma cidade localizada na Ilha Khesed para formar uma resistência armada contra as forças inimigas. O Aeroporto de Campagna se tornou a sua base de operações. Enquanto isso, as forças de Estovakia capturaram rapidamente quase todo o território de Emmeria, exceto por uma ou duas áreas com resistência. Em uma tentativa de acabar com Emmeria e encerrar rapidamente a guerra, a EAF lançou uma operação de bombardeio em Vitoze. Porém, com a ajuda do Esquadrão Garuda e de outros pilotos, todos os 10 bombardeiros foram abatidos, resultando na primeira vitória de Emmeria na guerra. Em seguida, eles começaram a contra-atacar, primeiro atacando uma cidade de unidades militares de Estovakia em Sipli Field, depois retomando Mount Marcello. Agora que os soldados de Estovakia foram eliminados em Khesed, Emmeria conseguiu juntar forças e lançar um enorme assalto em Ortara. Depois de retomar a cidade e as praias ao redor, o time Garuda e os outros pilotos foram enviados para fornecer suporte às forças de Emmeria que estavam em perigo em Silvat. Durante a operação de Silvat, vários membros do esquadrão Strigon foram abatidos, adicionando às perdas do esquadrão, que já havia incluído dois abates em Marcello, e pelo menos um em Gracemeria, Lt. Col. Voychek (que era o comandante do esquadrão na época).

Em seguida, Emmeria continuou a vencer sob Estovakia. Eles enviaram tropas terrestres por Selumna Peak, aonde eles estavam sob ataque aéreo. Apesar dos caças de ataque terrestres terem sido abatidos, os mesmo mísseis intercontinentais usados na invasão de Gracemeria foram usados novamente nos pilotos de Emmeria sobre a montanha. Após esse segundo ataque dos mísseis, os comandantes de Emmeria decidiram acabar com eles de uma vez por todas. Primeiro, eles retomaram San Loma, a cidade que eles planejaram usar como trampolim. Eles enviaram seus pilotos para atacar a Frota Aérea de Estovakia. Graças a sua ótima inteligência, eles foram capazes de se aproximar enquanto o seu encouraçado chefe, o P-1112 Aigaion, estava sendo reabastecido. Os aviões-tanque bloquearam seu radar, então Emmeria conseguiu se aproximar sem ser detectada. Todos os cinco super-aviões que compunham a frota foram abatidos, acabando com a ameaça dos Mísseis Nimbus.

Com os mísseis intercontinentais fora do caminho, as forças de Emmeria continuaram a avançar sob Gracemeria. Primeiro, eles retomaram Ragno Fortress, e então lançaram um ataque na última linha de defesa de Estovakia em Moloch Desert. No entanto, assim que Emmeria estava prestes a acabar com as forças de Estovakia, Ghost Eye ordenou que todas as forças de Emmeria cessassem fogo e evacuassem imediatamente. Apesar de chocados, a maioria concordou. No entanto, Shamrock, desesperado para retomar Gramaceria para que ele pudesse ficar com sua família novamente, desobedeceu as ordens e engajou os membros do Esquadrão Strigon que haviam acabado de aparecer. Talisman, incapaz de deixar seu ala para trás, foi forçado a ficar com ele. Os dois abateram todos os pilotos de Strigon, mas foram suspensos em seguida de todas as operações prestes a acontecer.

Após a batalha, Emmeria foi informada de que Estovakia havia iniciado uma política de "terra queimada" em Gracemeria; se Emmeria continuasse a lutar contra Estovakia, eles iriam usar Armas de Destruição em Massa para obliterar Gracemeria. Emmeria foi forçada a suspender seu avanço por tempo indeterminado. Porém, quando Emmeria descobriu que as armas de destruição em massa estavam localizadas em Fort Norton, eles decidiram destruí-las. Eles estavam convencidos de que o único jeito de destruí-las seria enviando o Esquadrão Garuda. Eles foram capazes de chegar até a ravina e destruir o catalizador. No entanto, quando eles estavam se retirando da área, uma enorme formação de aeronaves inimigas os atacou. Enquanto eles tentavam segurar o inimigo, o reforço chegou, e todos os inimigos foram abatidos.

As forças de Emmeria iniciaram a "Operação: Libertar Gracemeria" e atacaram a cidade em seis seções. Depois de uma batalha longa e difícil, Gracemeria foi libertada. No entanto, assim que Emmeria começou a comemorar, Ilya Pasternak (o novo líder do esquadrão Strigon) entrou na área. Pasternak estava pilotando o CFA-44 Nosfetaru, o superavião símbolo de Estovakia. Depois de um longo combate aéreo, Talisman conseguiu abater Pasternak e retomar Gracemeria.

Naquele momento, Estovakia havia sido completamente derrotada por Emmeria. Os líderes do país começaram rapidamente a negociar acordos de paz com Estovakia. Porém, Estovakia ainda possuía mais uma arma que eles poderiam usar contra Gracemeria. Eles dispararam vários mísseis intercontinentais em direção a Gracemeria usando o Chandelier, um enorme canhão eletromagnético que foi originalmente utilizado para destruir o asteróide de Ulysses. Enquanto os mísseis começaram a chegar na cidade, caças silenciosos apareceram para abater os pilotos da REAF. Porém, todos os mísseis foram destruídos, e a cidade estava segura novamente.

Após o ataque, o esquadrão Garuda e vários pilotos de Emmeria lançaram um ataque em Chandelier. Quando eles estavam se aproximando, uma voz desconhecida foi ouvida no radar. A voz pertencia a Melissa Herman, que estava enviando dados que haviam sido entregues por Voychek, que percebeu que o uso de Chandelier sobre Gramaceria era inaceitável. Apesar disso, Ghost Eye a princípio acreditou que ela seria uma sabotadora querendo interferir com a operação, no entanto Shamrock conseguiu convencê-lo a escutá-la. Ela explicou que Chandelier possuia 13 unidades de resfriamento e que ao destruir estas iria parar Chandelier. Após destruir as 12 unidades de ventilação no exterior do canhão, ele ainda assim continuou a disparar seus mísseis em Gracemeria, por conta da unidade de backup localizada na trincheira de carregamento no fundo do canhão. Tentando ajudar, Shamrock voou adentro da trincheira para obter dados para Ghost Eye. Ele navegou com sucesso soba trincheira e conseguiu os dados que Ghost Eye precisava, mas as fortes forças de defesa acabaram por danificar sua aeronave. O avião de Shamrock foi ouvido colidindo contra o oceano. Depois do abatimento de Shamrock, Ghost Eye ficou emotivo e insistiu que os pilotos fossem o salvar. Talisman então voou adentro, destruindo a unidade backup de resfriamento. O cano do canhão foi aberto para resfriar a arma. Talisman, em uma atitude ousada, voou para dentro do cano para destruir seu núcleo localizado no fundo. Com o núcleo destruído, Chandelier entrou em colapso, acabando com a Guerra Emmeria-Estovakia.

Depois da batalha, Ludmila e Toscha se casaram em uma cerimônia que aconteceu em um acampamento de refugiados em Emmeria, sendo Voychek o padrinho de casamento. De acordo com Voychek, Os Generais foram capturados em um golpe de estado e o cessar-fogo iria ser assinado em uma semana. Também foi confirmado que Shamrock conseguiu ejetar de seu avião e que estava confinado a uma cadeira de rodas por algum tempo. Ele fez uma visita a casa dos Herman, que havia se tornado um abrigo para os órfãos, após um passeio pela cidade. Shamrock termina o jogo dizendo a Talisman (pelo pensamento) que a paz pela qual eles lutaram havia chegado.

PersonagensEditar

  • Melissa Herman é a esposa de um piloto de Emmeria. Ela achava que sua filha Matilda estava morta, devido ao bombardeio estratégico de Estovakia, que culminou na destruição de King's Bridge. Porém Matilda sobreviveu. Enquanto andava por Gracemeria, ela se encontrou com Ludmilla e uma conexão nasceu entre elas. Essa parte da história mostra que Emmeria e Estovakia podem se entender.
  • Lt. Col. Victor Voychek é um dos áses de Estovakia. Ele se tornou um oficial da inteligência depois de sofrer uma lesão que incapacitou sua função, presumivelmente em suas pernas devido ao fato dele ser visto andando com a ajuda de uma bengala. Ele viu a ordem de destruição de Gracemeria e possuia os dados da Chandelier em seu laptop.
  • Sargento Louis McKnight é um Sargento de Tanque que era um refugiado por algum tempo, mas ele participou de operações que suspenderam o avanço de Estovakia. Ele usou um túnel que ligava ao Palace bank, utilizando seu tanque para abrir caminho. Ao fazer isso ele resgatou Matilda Herman, seus amigos que estavam protegendo o Golden King, e Voychek.
  • Ludmila Tolstaya é uma mulher de Estovakia noiva de um piloto do esquadrão Strigon, Toscha Mijasik. Ela corre para o campo de batalha para ficar ao lado de seu amado e encontra Melissa no caminho para Gracemeria. Ela se casa com Toscha depois do fim da guerra.

AeronavesEditar

Artigo Principal: Lista de aeronaves em Ace Combat 6


Ace Combat 6 conta com 15 aeronaves jogáveis, sendo que 14 delas são reais ou protótipos e uma delas é ficcional, o CFA-44 Nosferatu. Para comprar uma aeronave, o jogador precisa desbloqueá-la ao completar certas missões, e depois comprá-las usando créditos. Os créditos são ganhos ao destruir inimigos e obtendo ranks altos em missões. Somente um avião, o F-16C Fighting Falcon, está disponível no início do jogo e não pode ser vendido. Além da metralhadora e dos mísseis multi-tarefas, cada avião está equipado com um número limitado de armas especiais, especializadas contra alvos terrestres ou aéreos. Como em Ace Combat 04 e Ace Combat Zero: The Belkan War, o jogador pode selecionar a munição especial depois de selecionar seu avião no começo de cada missão. Somente uma arma especial estará disponível ao comprar o avião e duas ou mais podem ser compradas depois (o tipo de arma especial que cada avião pode usar é predeterminado pelo próprio avião, veja a lista).

Diferente de Ace Combat Zero, o jogador pode mais uma vez escolher o avião e a arma especial de seu ala antes de cada missão, exceto a primeira. Diferente de AC5, no entanto, o jogador não precisa comprar duas unidades do mesmo avião para ele e seu ala: ao invés disso, assim que uma aeronave for comprada, os dois pilotos podem utilizá-las simultaneamente em qualquer missão.

Antes de cada missão, o jogador também pode escolher o esquema de pintura do seu avião e do seu ala.

A aeronave canônica do jogo é o F-15E Strike Eagle. O superavião introduzido no jogo é o CFA-44 Nosferatu.

DesenvolvimentoEditar

AC6Blockbuster

Ace Combat 6 em um dos sistemas da Blockbuster

O desenvolvimento de Ace Combat 6 começou em 2006, seguindo o lançamento de Ace Combat Zero: The Belkan War. A existência do jogo foi descoberta em um sistema da Blocbuster (uma loja de aluguel de mídia/jogos) no dia 16 de março de 2006 pelo site Xboxic, junto de Beautiful Katamari e Warhammer: Mark of Chaos, que estavam marcados para lançar no Xbox 360 em 16 de novembro.[4]

O jogo foi formalmente anunciado pela Namco Bandai no dia 23 de março, confirmando ser um exclusivo do Xbox 360, junto de detalhes sobre o modo multijogador e planos para conteúdo via download.[5] O anúncio também foi realizado através da edição de março de 2007 da revista Famitsu Weekly. Em uma entrevista no dia 27 de abril, o produtor Hiroyuki Ichiyanagi afirmou que a decisão do jogo ser um exclusivo do Xbox foi feita após uma pesquisa da Project Aces para o hardware de seu novo jogo; e também, ele comentou que a decisão foi parcialmente tomada por conta de que os fãs estavam esperando "há um bom tempo", comentando sobre a duração entre Ace Combat 04: Shattered Skies e Ace Combat 5: The Unsung War, e também para satisfazer a demanda de um modo online.[6]

No dia 30 de junho de 2016, todas as DLCs de Ace Combat 6 foram removidas da Xbox LIVE Marketplace. Os jogadores não podem mais comprar nenhum material digital do jogo. No entanto, os jogadores que haviam previamente comprado o jogo ou as DLCs ainda podem baixá-las. [7]

GaleriaEditar

TriviaEditar

  • O esquadrão ás inimigo, o Strigon Team, é composto de doze Su-33 Flanker-D e um superavião, o CFA-44 Nosferatu.
  • A faixa Juggernaut da trilha sonora de Ace Combat Zero foi remixada em Bartolomeo Fortress (mission).
  • Desde Ace Combat Zero: The Belkan War, as missões possuem checkpoints.
  • Todos os instrumentos dentro do cockpit dos aviões são funcionais e mostram informações precisas (ao nível do mar).
  • Esquemas de pinturas específicos podiam ser comprados através da Xbox LIVE Marketplace.
  • AC6 é o único jogo da série Ace Combat que não possui aeronaves Mikoyan-Gurevich.
  • O produtor de Ace Combat 6 é o diretor de Ace Combat 04: Shattered Skies, Hiroyuki Ichiyanagi.
  • O diretor de Ace Combat 6 é o planejador de Ace Combat 04 e o planejador líder de Ace Combat 5, Natsuki Isaki.
  • O subtítulo em espanhol é "La Guerra Por La Libertad" (A Guerra pela Liberdade).
  • Certos nomes são analogias que se referem a Guerra Fria.
  • Estovakia é uma referência a Eslováquia assim como os apelidos "Stovie", que é um anagrama de "Soviet" ("Sovieta").
  • Esse jogo possui o menor número de aeronaves Russas em toda a série, tendo somente duas.
  • Esse é um dos jogos aonde não existe uma missão com o nome de seu subtítulo, assim como Ace Combat: Assault Horizon.
  • Esse jogo tem o menor número de aeronaves jogáveis, um total de 15.

ReferênciasEditar

  1. Ace Combat 6 Fires of Liberation trailer (HD).. Subido para o Youtube por theumbrella94 em 8 de maio, 2010
  2. ACE COMBAT 6 解放への戦火.
  3. Cutscene após Invasion of Gracemeria, Ace Combat 6: Fires of Liberation.
  4. Xboxic: "Welcome to the Xbox family Katamari, Ace Combat and Warhammer?"
  5. IGN: "Ace Combat 6 Set for 360"
  6. GAME Watch Impress: ACE COMBAT 6 Interview
  7. Website oficial de Ace Combat.

Links externosEditar