FANDOM


Wikipedia Logo
"I was just a child when the stars fell from the skies. But I remember how they built a cannon to destroy them. And in turn, how that cannon brought war upon us."
Narrador da história secundária, Interlúdio #01

Ace Combat 04: Shattered Skies (Japonês: エースコンバット04 シャッタードスカイ|Ēsu Konbatto 04: Shattādo Sukai), publicado na Europa como Ace Combat: Distant Thunder, é o quarto jogo da série Ace Combat e o primeiro a ser lançado para o Playstation 2. Ele foi lançado no dia 13 de setembro de 2001 no Japão, 11 de novembro de 2001 na América do Norte e em 8 de fevereiro de 2002 na Europa. [1]

O modo campanha do jogo coloca o jogador na pele de Mobius 1, um ás lendário que quase sozinho conseguiu tornar a Segunda Guerra Continental de Usea a seu favor. Uma narrativa paralela, contada entre as missões por um homem que relembra sua infância durante a guerra, relaciona a história de Yellow 13, o líder do Yellow Squadron de Erusea com a de seu arqui-inimigo, Mobius 1.

Ace Combat 04: Shattered Skies, mesmo depois de uma década, continua sendo o jogo da série Ace Combat mais bem sucedido. É o único da série a ultrapassar a marca de 2.500.000 cópias vendidas, atingindo 2.640.000 em 2008.[2] Também é o jogo mais bem aclamado da série, tendo uma média de 86.07% no GameRankings[3] e uma média de 89 no Metacritic.[4]

EnredoEditar

SinopseEditar

Artigo Principal: Segunda Guerra Continental de Usea

Stonehenge railguns preparing to fire

Dois canhões eletromagnéticos de Stonehenge se preparando para atirar

Ace Combat 04 se passa no ano de 2004 em Strangereal. Cinco anos antes, um enorme asteróide chamado Ulysses 1994XF04 atingiu o planeta, matando vários civis e desestabilizando o continente de Usea. Uma enorme rede de canhões eletromagnéticos, Stonehenge, foi criada para proteger o continente da destruição total. Em 2003, a República Federal de Erusea tomou controle da instalação de Stonehenge e a transformou em uma arma anti-aérea; as Forças Aliadas Independentes (ISAF) tentaram destruir Stonehenge, mas fracassaram, e foram forçadas a se retirar do continente de Usea para North Point, em uma ilha do nordeste.

Battleship Tanager

O encouraçado Tanager, o navio-marca da Frota Aegir

O jogador assume o controle de Mobius 1 em setembro de 2004, um ano após o início do conflito, sendo um dos poucos pilotos restantes da ISAF. Mobius 1 participa de várias missões com outros pilotos de ISAF ao decorrer dos meses no leste de Usea, fora do alcance de Stonehenge, para defender North Point e enfraquecer a influência de Erusea. Erusea tenta despachar a "invencível" Aegir Fleet para destruir North Point, mas ISAF consegue destruí-la, dando a eles a oportunidade de realizar um contra-ataque. A medida que a ISAF se distancia da ilha, Stonehenge atira repetidamente em seus pilotos numa tentativa de abatê-los. Erusea também dispacha o Yellow Squadron para as linhas de frente, mas Mobius 1 consegue desviar de todos os tiros.

Megalithmissile

Megalith disparando um míssil

Em abril de 2005, Mobius 1 participa de uma segunda operação de ataque aéreo para destruir Stonehenge, e consegue sozinho destruir cada canhão. Yellow Squadron chega atrasado na zona de combate, e Mobius 1 abate a Yellow 4, a ala de mais afinidade do Yellow 13. O esquadrão se retira, e ISAF começa uma enorme ofensiva terrestre para recuperar Usea e invadir Erusea. ISAF recebe a informação de que Erusea está construindo uma nova superarma, Megalith. No momento em que Mobius 1 presta assistência a ISAF na operação de captura da capital de Erusea, Farbanti (durante a operação em que ele abate todo os pilotos do Yellow Squadron), a construção de Megalith é finalizada e começa a atacar ISAF. Mobius 1, com o recém-formado Mobius Squadron, destrói Megalith e traz um fim para a guerra.

História secundáriaEditar

Y13

Yellow 13, um personagem central de Ace Combat 04

Enquanto o jogador participa da campanha principal, interlúdios de cutscenes desenvolvidas pelo Studio 4ºC são apresentadas entre as missões e mostram uma outra perspectiva da guerra. Essa "história secundária" é contada por um adulto, o narrador, detalhando suas experiências da guerra quando ele era uma criança em San Salvacion, a cidade que Erusea capturou no começo da guerra. Durante esse período, Yellow 13 havia indiretamente matado os pais do narrador ao abater uma aeronave que caiu em sua casa; o narrador foi forçado a viver com seu tio alcoólatra na cidade, e tocava gaita no Sky kid bar para se sustentar.

Depois de algum tempo, Yellow Squadron ficou alocado em San Salvacion, e se tornaram frequentadores do bar aonde o narrador se apresentava. O narrador tentou afrontar o Yellow 13 pela morte de seus pais, mas não conseguia chegar perto dele. O narrador tinha uma paixonite pela filha do dono do bar, que era, junto da sua família, membra da San Salvacion resistance. Antes da segunda operação de ISAF em Stonehenge, a filha do dono do bar plantou uma bomba na pista de decolagem do Yellow Squadron, ferindo Yellow 4 e danificando sua aeronave, mesmo assim ela decolou e acabou sendo morta por Mobius 1. Yellow 13 confrontou o narrador e a filha do dono do bar, mas os deixou fugir quando percebeu que eles o enxergavam como o inimigo.

Depois que ISAF libertou San Salvacion próximo ao fim da guerra, o Yellow Squadron se retirou para Farbanti, o narrador e a filha do dono do bar o seguiram. Eles testemunharam Mobius 1 abater o Yellow Squadron, em particular o Yellow 13, para quem eles fizeram um túmulo em uma floresta das proximidades. Já adulto, o narrator escreve suas experiências na guerra em uma carta destinada a Mobius 1, perguntando se o Yellow 13 morreu feliz, tendo o enfrentado nos céus.

PersonagensEditar

Nenhum dos personagens de Ace Combat 04 possuem nome próprio. Eles são identificados pelo seu callsign ou por uma descrição genérica.

  • Mobius 1 é o personagem controlado pelo jogador. Apesar de ser relativamente desconhecido no começo do jogo, ele se torna um ás lendário ao decorrer dos eventos da guerra, particularmente por conta da destruição de Stonehenge. Sua "insignia de fita" se tornou um símbolo de estímulo moral para as tropas de ISAF e um sinal de medo para Erusea. Mobius 1 é o único membro do Mobius Squadron até a última batalha, quando todos os outros pilotos de ISAF se juntam ao esquadrão. A história de Mobius 1 é continuada em Operation Katina, uma seleção de missões arcade em Ace Combat 5: The Unsung War. De acordo com a canonicidade, Mobius 1 pilotou exclusivamente o F-4E Phantom II e o F-22A Raptor, mesmo apesar de que o jogador pode selecionar qualquer aeronave para pilotar.
  • AWACS SkyEye é o principal sistema éreo de alerta antecipado e controle da Força Aérea de ISAF, dando suporte e dados da batalha para todos os pilotos da ISAF. O operador de rádio SkyEye se comporta de forma profissional durante todo o jogo, apesar de ele bater um papo com os pilotos de vez em quando, incluindo o momento em que ele revela ser o seu aniversário perto do final do jogo.
  • Yellow 13 era um piloto famoso da Força Aérea de Erusea e líder do Yellow Squadron. Apesar de seu alto número de abates, ele se orgulhava do seu recorde de nunca ter perdido um único ala de equipe. Ele expressava um certo disgosto pela guerra continental, mas se manteve leal ao seu país e estava ansioso pelo dia em que iria enfrentar o Mobius 1 cara a cara. Ele foi abatido e morto nos céus de Farbanti. Yellow 13, assim como todos os membros do Yellow Squadron, pilotava o Su-37 Terminator.
  • Yellow 4 era a ala permanente de Yellow 13 e a única mulher do Yellow Squadon. Yellow 13 havia pessoalmente treinada-a quando "ela era só uma garota" para se tornar uma ás. Ela transbordava sentimentos românticos intensos por Yellow 13 e o protegeu ferozmente em terra e em ar. Ela foi morta por Mobius 1 nos céus de Stonehenge, e Yellow 13 ficou secretamente de luto pela sua morte, segurando o lenço dela até o dia de sua morte. O Narrador da história secundária e a filha do dono do bar enterraram o lenço junto ao túmulo de Yellow 13 em Farbanti. Assim como o resto do esquadrão, Yellow 4 pilotava o Su-37 Terminator.
  • O Narrador da história secundária é um adulto que conta a sua história em ser uma criança em San Salvacion durante os interlúdios de uma missão para a outra. Ele culpou Yellow 13 pela morte de sua família e pretendia confrontá-lo, mas mesmo assim acabou encontrando uma nova família entre os membros do Yellow Squadron. Ele também tinha uma paixonite pela filha do dono do bar.
  • A filha do dono do bar é a filha do proprietário do Sky kid bar em San Salvacion. Ela e o seu pai são membros da San Salvacion resistance, e ela também tinha uma paixonite por Yellow 13, fazendo com que ela tivesse inveja da Yellow 4. Ela bombardeou a pista de decolaegem do Yellow Squadron, ferindo Yellow 4 e danificando sua aeronave antes da batalha contra Mobius 1.

Mobius 1 é apoiado pelos pilotos de ISAF de outros esquadrões, incluindo Omega, Viper, Rapier, e o Halo. Outros personagens incluem Bravo 1, Baelz, oComandante Supremo de Erusea e também Collins, assim como Nagase de Ace Combat 2.

JogabilidadeEditar

Assim como o resto dos jogos da franquia Ace Combat, a maior parte do jogo acontece no céu, vista pelo cockpit de Mobius 1. O modo campanha é dividido em 18 missões, que são apresentadas de forma linear. Antes de cada missão, o jogador seleciona um dos aviões disponíveis para pilotar e o controla pelo espaço aéreo completando os objetivos da missão. Algumas missões apresentam a "Mission Update", que é quando os objetivos mudam, resetando a quantidade de tempo restante na missão. Não há interação com os personagens não jogáveis como em futuros jogos, e a campanha só tem relação indireta com o que é contado nos "interlúdios" (cutscenes entre as missões).

Comparado aos futuros jogos de Ace Combat, o estilo da jogabilidade em Shattered Skies é mais arcade. A maioria dos objetivos das missões envolvem pontuar dentro de um tempo limite, e em seguida continuar a pontuar até o tempo restante da missão acabar. Os Ranks da missão são obtidos exclusivamente através da pontuação feita (futuro jogos da série também aderiram a esse sistema). O sistema Não-linear é confinado ao escolher os alvos disponíveis em uma missão em particular.

DificuldadeEditar

O jogador pode selecionar entre níveis de dificuldade no jogo: Very Easy, Easy, Normal, Hard, Expert, and Ace. Os últimos dois níveis são desbloqueados ao completar o jogo na dificuldade anterior respectiva. O jogador pode selecionar o modo de controle Normal (controle total da aeronave mas navegação complexa) ou Easy (navegação simplificada mas manobrabilidade menos prática).

Linha de retornoEditar

AC04 foi o primeiro jogo da série Ace Combat a apresentar uma Return Line. Em cada missão, ao atravessar a linha localizada no sul do mapa automaticamente o jogador é transportado próximo a um porta-aviões aliado, dependendo da aeronave, ela pode ser completamente reparada e rearmada. O avião não pode ser reparado na dificuldade Ace. Também é dada a opção ao jogador de trocar sua arma especial (mas não o avião em si) antes de decolar. O tempo restante da missão é parado ao atravessar a linha de retorno, significando que isso pode ser abusado para se obter munição infinita e reparos instantâneos em batalhas difíceis.

MultijogadorEditar

Ace Combat 04 foi o segundo jogo da série Ace Combat a conter um modo multijogador split-screen , onde dois jogadores podem se enfrentar em uma batalha aérea ou competir por pontos ao destruir alvos aéreos, terrestres e navais.

AeronavesEditar

Artigo Principal: Lista de aviões em Ace Combat 04:Shattered Skies

Ace Combat 04 possui 21 aeronaves jogáveis, incluindo o super-avião fictício X-02 Wyvern. As aeronaves são desbloqueadas ao completar certas missões (veja lista) e podendo ser compradas entre missões utilizando-se créditos. Créditos são ganhos ao destruir inimigos e alcançando altas pontuações nas missões. Diferente de alguns futuros jogos, o jogador pode selecionar o avião do ala.

Além da adição da metralhadora e dos mísseis multi-tarefa, o jogador pode escolher o míssil especial, que é especializado em alvos aéreos ou terrestres, antes de cada missão. O tipo de armas especiais que o avião pode carregar é determinado pelo seu modelo (veja lista). Um míssil especial sempre vem ao adquirir um avião, sendo que pode-se comprar dois ou mais depois.

Por último, o jogador também pode selecionar o esquema de pintura para o avião do Mobius 1 antes de cada missão. Os esquemas de pintura são puramente cosméticos e não afetam na jogabilidade. Eles são desbloqueados ao cumprir certas condições, mas esses esquemas de pinturas adicionais precisam ser comprados separadamente, normalmente ao preço equivalente ou maior do que o avião original. No entanto, o jogador não precisa comprar a aeronave original para comprar os esquemas de pintura. Cada avião pode possuir até três esquemas de pintura diferente:

  • Primeiro esquema de pintura é o esquema padrão de cada avião.
  • Segundo esquema de pintura é normalmente desbloqueado ao completar certa missão (veja lista) com um Rank A ou S na dificuldade normal ou maior. Custa exatamente o mesmo valor do avião em si (com o primeiro esquema de pintura).
  • Terceiro esquema de pintura (Ace) é normalmente desbloqueado ao abater um dos 18 áses de Erusea, custa aproximadamente 30% a mais do que os dois primeiros.

O avião-marca do jogo é o F-22A Raptor. O super-caça introduzido nesse jogo é o X-02 Wyvern, desbloqueado ao obter rank S em todos as missões na dificuldade normal e ao completar o jogo pela segunda vez.

ProduçãoEditar

O desenvolvimento de Ace Combat 04 começou logo após o lançamento de Ace Combat 3: Electrosphere entre a metade de 1999 e 2000, e o jogo foi projetado desde o começo para lançar junto ao Playstation 2.[5] As melhorias técnicas oferecidas pelo novo hardware do Playstation 2 fizeram com que a equipe visse o jogo como um "retorno as origens" que foi escolhido para manter as mecânicas de combate aéreo dos títulos anteriores, a equipe considerou até em chamar o jogo de Ace Combat 01, como verificado nos primeiros documentos de design para representar o estado de "reboot" da série.[5][6]O slogan do jogo, Tudo Está Mudando De novo, que foi criado por Kazutoki Kono, foi diretamente influenciado pela nova filosofia de design da equipe.[7] O conceito da história secundário foi originalmente apresentado pelo Studio 4ºC como uma forma mais barata de expandir a história do jogo em contrapartida ao alto custo de produção das cutscenes de Ace Combat 3 criadas pela Production I.G., que eram caras demais para serem produzidas novamente.[8][9]

Uma versão inicial do jogo, chamada simplesmente de "Ace Combat 4", foi apresentada ao público em um teaser trailer lançado no dia 8 de dezembro durante a Tokyo Game Show do ano 2000, apesar do jogo não ter estado oficialmente listado na lista de jogos apresentados da Namco para o evento, que incluia títulos como MotoGP e Tales of Eternia.[10][11] Os membros remanescentes de Electrosphere, enquanto isso, se renomearam para "AC04 Project" durante a metade do desenvolvimento do jogo. Um segundo trailer foi lançado no final de março de 2001 durante a Tokyo Game Show de Primavera, onde o título final "Ace Combat 04" foi revelado.[12] Uma demo jogável estava presente no evento.[13]

A data de lançamento da versão japonesa (13 de setembro) foi anunciada no dia 6 de julho.[14] Para promover o lançamento do jogo, a Namco organizou uma exibição especial durante o evento aéreo anual na Báse Aérea Naval de Atsugi no final de julho, onde cartazes e discos da versão demo do jogo foram distribuídos para o público. O time de acrobacias da "Red Baron" pilotaram aeronaves com o logo da Namco e de Shattered Skies.[15][16] Imediatamente após o evento em Atsugi, a Namco organizou um concurso onde 30 habitantes japoneses poderiam receber cópias da demo do jogo ao enviarem suas opiniões sobre o jogo para o endereço eletrônico present@acecombat04.com, até o dia 5 de agosto.[17]

Tanager sinking

A imagem promocional no website mostrando o encouraçado Tanager afundando; note a falta dos prédios

Um comercial na TV japonesa do jogo, programado para ser exibido no dia 12 de setembro, foi adiado por conta dos Ataques de 11 de setembro.[18] A catástrofe forçou a Namco a alterar uma imagem que estava no website oficial japonês que mostrava o encouraçado Tanager da Aegir Fleet afundando; havia uma fumaça entre prédios que eram parecidos com as Torres Gemêas em Nova Iorque. Os prédios foram removidos.[19] No décimo aniversário dos ataques, o diretor Kazutoki Kono comentou sobre as suas experiências daquele dia e no resultado das considerações políticas sob a indústria de jogos, citando o cancelamento do comercial e nas alterações do final do jogo Metal Gear Solid 2: Sons o Liberty produzido pela Konami.[20] A demo e um trailer foram incluídos posteriormente nas cópias iniciais de Soul Calibur II em 2003.[21]

GaleriaEditar

TriviaEditar

  • Com um disco danificado, um bug chamado de "Tela infinita de carregamento" pode ocorrer se o jogador selecionar uma aeronave suportada em porta-aviões, aonde o logo de carregamento antes da missão não desaparece, tornando impossível jogar com esse tipo de avião.
  • Em versões de pré-lançamento do jogo, o site Gamespot descreveu o Su-33 Flanker-D e o MiG-25 Foxbat como sendo aviões incluídas no jogo. [22][23]

ReferênciasEditar

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 Ace Combat 04: Shattered Skies (2001) PlayStation 2 release dates
  2. 『エースコンバット』シリーズ全世界累計1,000万本突破! Datado de 30 de janeiro, 2008. Acessado em 8 de fevereiro, 2015.
  3. Reviews and News Articles. GameRankings. Acessado em 8 de fevereiro, 2015.
  4. Advanced Search Results for ace combat at Metacritic. Acessado em 8 de fevereiro, 2015.
  5. 5,0 5,1 http://twitter.com/kazutoki/status/351737232375291906
  6. http://twitter.com/kazutoki/status/351739220995489794
  7. http://twitter.com/kazutoki/status/351738010624208896
  8. http://twitter.com/kazutoki/status/351742400588288000
  9. http://twitter.com/kazutoki/status/351743379001974785
  10. http://tgs.cesa.or.jp/2000autumn/li/list.html
  11. http://totalplaystation.com/ps2/ace-combat-04-shattered-skies/news/1362/
  12. http://www.ign.com/articles/2001/04/03/tgs-2001-direct-feed-video-of-the-ace-combat-4-trailer
  13. http://www.ign.com/articles/2001/03/28/tgs-2001-hands-on-impressions-of-ace-combat-4
  14. http://www.ign.com/articles/2001/07/06/ace-combat-4-japanese-release-date
  15. http://www.ign.com/articles/2001/07/16/ace-combat-4-at-atsugi-air-show
  16. https://web.archive.org/web/20041209123929/http://www.itmedia.co.jp/games/gsnews/0107/28/news01.html
  17. http://www.ign.com/articles/2001/07/31/namco-releases-ace-combat-4-demo
  18. http://www.ign.com/articles/2001/09/12/ace-combat-4-tv-ad-suspended
  19. https://twitter.com/PROJECT_ACES/status/112897733567856640
  20. https://twitter.com/PROJECT_ACES/status/112899661672611840
  21. http://www.ign.com/articles/2003/08/21/soul-calibur-2-ps2-extras
  22. http://www.gamespot.com/articles/ace-combat-4-preview/1100-2681406/
  23. http://www.gamespot.com/articles/spring-tgs-2001-ace-combat-04-shattered-skies/1100-2703037/